Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Israel vai cobrar da Autoridade Palestina prejuízos causados por Gaza

Netanyahu quer ressarcimento por cerca de 3.000 incêndios; tropas israelenses mataram 115 palestinos e feriram mais de 2.000 desde o final de março

Por Da Redação 4 jun 2018, 11h01

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, ordenou neste domingo (3) debitar dos fundos atribuídos à Autoridade Nacional Palestina (ANP) o custo dos danos em território israelense provocados por projéteis lançados da Faixa de Gaza durante os últimos protestos. O valor da dedução não foi ainda divulgado.

“Dei instruções ao diretor do Conselho de Segurança Nacional, Meir Ben Shabat, para que inicie um processo de dedução econômica da ANP para uma indenização que Israel dará às comunidades do perímetro de Gaza pelos danos provocados pelos últimos incêndios”, anunciou Netanyahu em suas contas em redes sociais.

Além de afetar financeiramente a ANP, a medida deverá aumentar o atrito entre o Fatah, partido que controla a Cisjordânia e a ANP, e o Hamas, grupo político-militar dominante na Faixa de Gaza.

Desde o início da chamada Grande Marcha do Retorno, no último dia 30 de marco, palestinos lançaram balões com líquidos inflamáveis, que ocasionaram incêndios em terras agrícolas israelenses próximas à divisa com a Faixa de Gaza.  Israel pretende compensar os proprietários com as taxas alfandegárias e impostos recolhidos em nome da ANP.

Os artefatos inflamáveis provocaram pelo menos 3.000 incêndios e danificaram 10 quilômetros quadrados de terras de cultivo, segundo jornal israelense Hadashot. Soldados israelenses, entretanto, mataram pelo menos 115 palestinos e feriram mais de 2.000. Em contínuos bombardeios, danificaram infraestruturas e prédios que, na perspectiva de Israel, seriam posições militares do Hamas.

A Autoridade da Natureza e Parques de Israel alertou que o problema afeta populações de animais, arvoredos e reservas naturais e que, se o lançamento desses objetos continuar, os danos podem aumentar com a chegada do verão e o aumento das temperaturas.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)