Clique e assine a partir de 9,90/mês

Israel retomará repasse de recursos à Palestina

Transferência foi suspensa depois de a Autoridade Palestina ganhar o status de estado observador nas Nações Unidas, em dezembro do ano passado

Por Da Redação - 25 Mar 2013, 19h11

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, anunciou nesta segunda-feira que o país voltará a transferir os impostos arrecadados para a Autoridade Palestina (AP). A transferência foi suspensa em dezembro do ano passado, depois de a AP conseguir status de estado observador na ONU. Não foi divulgado quanto será transferido aos palestinos nos próximos dias.

Leia mais:

EUA liberam ajuda de US$ 500 milhões para palestinos

Israel arrecada cerca de 100 milhões de dólares por mês em tributos alfandegários e outros impostos em nome da Autoridade Palestina. No entanto, o ex-ministro das Finanças de Israel, Yuval Steinitz, disse em dezembro que parte do dinheiro seria usado para pagar a Companhia Elétrica e outras empresas públicas israelenses credoras da AP.

Continua após a publicidade

O bloqueio da transferência enfraqueceu ainda mais a economia palestina e forçou a AP a atrasar o pagamento de salários de 150.000 funcionários. Em janeiro, Netanyahu autorizou a liberação em caráter excepcional de 100 milhões de dólares. O gesto foi criticado pela Autoridade Palestina, que descreveu a retenção de receitas fiscais como um ato de “pirataria”.

A decisão de retomar o repasse ocorre poucos dias depois da primeira visita oficial do presidente americano Barack Obama à região, realizada na semana passada.

Saiba mais:

Em Ramallah, Obama defende criação de estado palestino

Continua após a publicidade

Estado de Israel não é produto do Holocausto, diz Obama

(Com agências France-Presse e EFE)

Publicidade