Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Israel prende presidente do parlamento palestino

Aziz Dweik foi detido em posto militar e levado a prisão na Cisjordânia

O Exército israelense prendeu nesta quinta-feira o presidente do Parlamento palestino, Aziz Dweik, membro do movimento islâmico Hamas, afirmou seu chefe de gabinete militar. O parlamentar foi levado a uma prisão na Cisjordânia, depois de ter sido detido em um posto de controle das Forças Armadas de Israel na cidade de Jabaa, entre Ramalah e Jerusalém.

De acordo com Yusef, Dweik se dirigia a Hebron, no sul da Cisjordânia. Ao ser identificado, o político palestino foi informado por soldados israelenses que estava em estado de prisã pelo governo de Israel. Segundo a agência de notícias palestina Maan, os soldados algemaram e vendaram os olhos de Dweik antes de levá-lo posteriormente a um lugar desconhecido.

O Conselho Legislativo da Palestina, denominação oficial do Parlamento palestino, possui 132 deputados, dos quais 74 pertencem ao Hamas – 23 deles encontram-se atualmente detidos em prisões israelenses, segundo a associação de direitos dos presos Adameer. A entidade informa que vinte deles estão em situação de prisão administrativa sem ter sido julgados nem acusados formalmente na Justiça.

Precedente – Dweik já foi detido antes em 2006, com outros dirigentes do Hamas, depois de milicianos armados palestinos sequestraram o soldado israelense Gilad Shalit perto da Faixa de Gaza. Em 2009, o presidente do Conselho Legislativo palestino foi libertado, enquanto Shalit foi trocado por mais de mil prisioneiros palestinos em outubro passado.

O Parlamento palestino deixou de funcionar como tal desde que o Hamas assumiu o controle da Faixa de Gaza em 2007 e expulsou do território os dirigentes do Fatah, que governa a Cisjordânia. Israel considera o movimento islâmico um grupo terrorista e o Hamas, por sua vez, não reconhece a existência do estado israelense.

(Com agência France-Presse)