Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Primeiros voos com repatriados brasileiros de Israel devem chegar na 4ª

Ao menos 1.700 cidadãos desejam retornar ao território brasileiro, sendo a maioria composta por turistas hospedados em Jerusalém e Tel Aviv

Por Paula Freitas Atualizado em 9 out 2023, 21h02 - Publicado em 9 out 2023, 20h31

O Ministério das Relações Exteriores anunciou nesta segunda-feira, 9, que Israel autorizou a entrada de aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) para o resgate e repatriação de cidadãos brasileiros, após o ataque surpresa do grupo terrorista  Hamas ao território israelense no último sábado. Em comunicado, o Itamaraty advertiu que “desaconselha quaisquer deslocamentos não essenciais para a região” e informou que os “candidatos à repatriação serão acomodados em listas de prioridade”.

“Face à incerteza quanto ao momento em que poderão ocorrer os voos de repatriação, o Ministério das Relações Exteriores reitera recomendação de que todos os nacionais que possuam passagens aéreas, ou que tenham condições de adquiri-las, embarquem em voos comerciais do aeroporto Ben-Gurion, que continua a operar”, diz a nota. Segundo a FAB, o primeiro voo com repatriados brasileiros deve chegar ao Brasil na madrugada de quarta-feira, 11. O segundo, na noite de quarta.

O passe-livre teria sido organizado pelo Escritório de Representação em Ramallah e pela embaixada de Tel Aviv, depois de terem recebido um formulário online com informações de ao menos 1.700 brasileiros que desejavam aderir aos protocolos de repatriação. A maioria deles são turistas, hospedados em Tel Aviv, capital israelense, e em Jerusalém, cidade considerada sagrada para cristãos, muçulmanos e judeus.

+ 1.700 brasileiros em Israel querem repatriação, segundo Itamaraty

Continua após a publicidade

Ainda no domingo, o governo brasileiro iniciou uma operação com seis aviões da FAB rumo a Israel. O primeiro avião está em Roma, o segundo decolou na tarde desta segunda-feira, partindo de Brasília. A pasta afirma que, de primeira, os residentes brasileiros sem passagem serão priorizados, enquanto o ministério permanece “acompanhando a situação dos turistas e das comunidades brasileiras em Israel e na Palestina.”

“O Escritório de Representação em Ramallah segue em contato com os brasileiros na Faixa de Gaza e, tendo em conta a deterioração das condições securitárias na área, está implementando plano de evacuação desses nacionais da região, em coordenação com a Embaixada do Brasil no Cairo”, acrescenta o informe.

A declaração mantém o número de desaparecidos em três brasileiros. No domingo, o Itamaraty também havia informado que um cidadão, que participava da rave atacada por soldados do Ramas, estava hospitalizado no sul de Israel. Ao todo, 270 pessoas morreram na festa realizada no sábado, nas proximidades da Faixa de Gaza.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.