Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Israel construirá mais 1.000 casas em colônias na Cisjordânia

Mais da metade das casas aprovadas serão construídas em assentamentos localizados fora dos principais blocos de território israelense

Por EFE 11 jan 2018, 11h32

As autoridades de Israel aprovaram a construção de mais de mil casas em assentamentos no território palestino da Cisjordânia, informou nesta quinta-feira (11) a ONG israelense Paz Agora.

O Alto Comitê de Planejamento da Administração Civil (que pertence ao organismo militar israelense que administra a ocupação dos territórios palestinos) aprovou um total de 1.122 casas em 20 colônias e esta manhã publicou um edital para a construção de outras 651 unidades, diz a organização.

Mais da metade das casas aprovadas serão construídas em assentamentos localizados fora dos principais blocos de território israelense. Os assentamentos são aldeias, localidades e até cidades construídas em locais que foram conquistados por Israel durante a Guerra dos Seis Dias, em 1967.

  • Durante várias fases das negociações de paz entre israelenses e palestinos foi decidido que as construções do governo de Israel deveriam ser instaladas apenas dentro das fronteiras de seu território. Os acordos foram selados por meio de trocas de território com os palestinos.

    Israel pode aprovar ainda novas construções em breve, já que o ministro da Defesa, Avigdor Lieberman, anunciou que seriam aprovadas 2.490 novas casas, entre as quais já estão incluídas as 1.122 que foram liberadas ontem.

    O governo Israel argumenta que a construção de assentamentos em território ocupado deve ser considerada legal quando o terreno das obras for de domínio público e não privado.

    Contudo, as colônias fora de território israelense são consideradas ilegais pela comunidade internacional, que vê nelas e na sua ampliação um dos principais obstáculos para um acordo de paz entre palestinos e israelenses.

    Continua após a publicidade
    Publicidade