Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Israel ataca postos militares do Hamas em Gaza após soldado ficar ferido

Ação ocorreu após protesto de palestinos em frente à cerca que separa os territórios israelense e palestino, na Faixa de Gaza

O Exército de Israel atacou dois postos militares do movimento islâmico Hamas na Faixa de Gaza neste domingo, após um soldado israelense ser ferido por uma bomba lançada por palestinos durante um protesto ocorrido em frente à cerca que separa os dois territórios (israelense e palestino).

“Nesta tarde, um soldado do Exército ficou ferido depois de ser atingido pelo que pareceu ser uma bomba”, declarou um porta-voz militar em comunicado, e “em resposta” tanques israelenses atacaram “dois postos militares do Hamas no norte da Faixa de Gaza”.

O incidente aconteceu durante “um confronto violento” no qual “dezenas de arruaceiros queimaram pneus e lançaram explosivos contra soldados do Exército na cerca de segurança”, descreveu o comunicado militar.

O soldado ferido foi transferido ao hospital para ser tratado e, segundo especificou uma porta-voz militar, ainda não teve o estado de saúde determinado.

Além disso, 19 palestinos ficaram feridos por tiros das tropas israelenses. Um deles está em estado grave, informou o porta-voz do Ministério de Saúde de Gaza, Ahsraf al Qedra.

A tensão é alta desde que começaram em março do ano passado os protestos da Grande Marcha do Retorno, que se repetem a cada sexta-feira em frente à cerca de separação entre Gaza e Israel.

Desde o início desta mobilização – que pede o fim do bloqueio israelense e o regresso dos refugiados -, mais de 250 palestinos morreram por fogo israelense, segundo o Ministério da Saúde palestino, além de um soldado israelense na fronteira e outro em uma operação do Exército dentro do enclave.