Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Iraque enforca 12 membros da rede Al Qaeda

Eles eram acusados de participar de massacre que deixou 70 mortos em 2006

O governo do Iraque executou nesta quinta-feira 12 presos acusados de pertencer à rede terrorista Al Qaeda. Segundo o Ministério da Justiça iraquiano, eles participaram em 2006 de um massacre na aldeia Al Dujail, ao norte de Bagdá, no qual morreram 70 pessoas, incluindo mulheres e crianças. Todos os terroristas foram enforcados.

Um tribunal iraquiano os havia condenado à pena de morte em junho. Entre eles, estava Feras al Jabouri, apontado como o principal autor do crime, que ficou conhecido como “o massacre do casamento de Al Dujail” – as vítimas integravam uma caravana para celebrar um casamento próximo à localidade, que fica a 60 quilômetros da capital, quando foram sequestradas e assassinadas na presença de familiares.

Uma fonte do Ministério da Justiça iraquiano, que pediu para não ser identificada, afirmou que mais três pessoas foram condenadas à morte no caso, além das 12 enforcadas nesta quinta. Elas ainda aguardam o cumprimento da pena, mas a Justiça do país árabe não informou por que não foram executadas com as demais, nem quando isso ocorrerá.

Atentados – Ainda nesta quinta, uma mulher morreu e outras seis pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas em atentados realizados em diferentes províncias iraquianas. O país se prepara para a saída das tropas americanas, prevista para ocorrer até o final do ano.

(Com agência EFE)