Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Irã vai produzir combustível nuclear em quatro meses

País diz que fabricará urânio com o intuito de alimentar reator de pesquisa

Por Da Redação 17 out 2011, 09h35

Em quatro meses, o Irã produzirá combustível nuclear para seu reator de pesquisa em Teerã, declarou nesta segunda-feira o ministro iraniano de Relações Exteriores, Ali Akbar Salehi, citado pela agência oficial Irna. “Esperamos que as placas de combustível sejam produzidas em quatro ou cinco meses na fábrica em Ispahan (no centro do país), e que sejam testadas no reator de pesquisa de Teerã”, anunciou.

O Irã justificou o início da produção de urânio enriquecido a 20%, em fevereiro de 2010, com a necessidade de alimentar seu reator de pesquisa, cujas reservas de combustível, compradas em 1993 da Argentina, se esgotam. Contudo, a comunidade internacional teme que o verdadeiro intuito do país seja a construção de armas nucleares.

Teerã também anunciou que produzirá a partir desse urânio enriquecido as placas de combustível necessárias para seu reator, o que suscitou o ceticismo dos ocidentais, que afirmaram que o país não possui a tecnologia necessária para fabricá-las. As autoridades iranianas afirmaram, inicialmente, que as placas seriam produzidas a partir de setembro de 2011, mas o projeto foi adiado por razões que não foram esclarecidas. Salehi disse ainda que o país dispõe atualmente de 79 quilos de urânio enriquecido a 20% destinados à produção desse combustível.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade

Publicidade