Clique e assine com até 92% de desconto

Irã terá urânio para fabricar bomba atômica em quatro meses

Previsão de especialistas americanos é baseada em dados da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA)

Por Da Redação 20 jun 2012, 20h08

O Irã dispõe de quantidade suficiente de urânio enriquecido a 3,5% para no prazo de até quatro meses obter urânio altamente enriquecido capaz de produzir uma bomba atômica, advertiram nesta quarta-feira especialistas americanos.

“Está claro que o Irã poderá produzir uma bomba atômica muito rapidamente se desejar”, declarou à Comissão de Defesa da Câmara de Representantes Stephen Rademaker, especialista do centro de reflexão Bipartisan Policy Center, com sede em Washington. Teerã já produziu 3.345 quilos de urânio enriquecido a 3,5%, o suficiente para dispor de urânio, após enriquecimento posterior, para construir duas bombas atômicas, disse Rademaker baseado em dados da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

Para ser utilizado em uma bomba atômica, o urânio 235 deve ser enriquecido a cerca de 90%. No início deste ano, o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Leon Panetta, afirmou que os iranianos ainda precisariam de cerca de um ano para produzir uma bomba nuclear caso desejassem, o que constituiria a “linha vermelha” para Washington.

Nas usinas de Natanz e Fordo, mais de 9.000 centrífugas iranianas produzem 158 quilos de urânio enriquecido a 3,5% anualmente, um ritmo três vezes mais elevado que antes dos ataques cibernéticos, em 2009, revelou Stephen Rademaker. Segundo ele, até o final do ano, o Irã terá suficiente urânio enriquecido a 20% – limite fixado pela regulamentação internacional – para fabricar uma bomba em oito dias, um prazo que David Albright aumenta para o mínimo de um mês.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade