Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Irã revoga sentença de morte dada a um ‘espião da CIA’

Mirzai Hekmati foi condenado em janeiro por 'colaboração com um país hostil'

Por Da Redação 5 mar 2012, 11h16

A Suprema Corte iraniana revogou a sentença de morte dada ao americano de origem iraniana Amir Mirzai Hekmati, condenado em janeiro pelo tribunal revolucionário de Teerã por “colaboração com um país hostil”, “espionagem para a CIA” e “tentativa de acusar o Irã de envolvimento com terrorismo”. Os juízes consideraram que o veredito “não estava completo” e pediram novo julgamento por um outro tribunal.

Hekmati, 28 anos, ex-membro da Marinha americana, nasceu nos Estados Unidos em uma família iraniana. Quando ele foi condenado à morte, o governo americano pediu sua libertação e informou que diplomatas suíços, que representam os interesses americanos em Teerã, pediram para ver o prisioneiro. Porém, a solicitação foi rejeitada pelas autoridades iranianas.

Publicidade