Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Irã otimista em relação às negociações nucleares com o grupo 5+1

O ministro iraniano das Relações Exteriores, Ali Akbar Salehi, declarou-se nesta quarta-feira otimista em relação às negociações com as grandes potências sobre o programa nuclear iraniano que serão realizadas na próxima semana em Moscou.

“A direção tomada pelas duas partes para negociar a questão nuclear é boa. Durante as duas últimas reuniões (Istambul e Bagdá), houve avanços e esperamos que, em Moscou, as coisas também avancem numa boa direção”, declarou Salehi, durante uma entrevista coletiva à imprensa ao lado de seu colega russa Serguei Lavrov.

“A questão é complexa e é preciso paciência para ir em frente. Nesse processo, pode haver momentos de lentidão e de avanço, mas estamos otimistas em relação ao resultado final”, acrescentou.

Lavrov considerou que o Irã deseja encontrar soluções para a crise em torno de seu programa nuclear, que as potências ocidentais suspeitam que esconda um propósito militar. O Irã rejeita essas acusações.

O Irã e os “5+1” (Estados Unidos, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha) devem se reunir nos dias 18 e 19 de junho em Moscou para manter suas discussões para encontrar uma solução diplomática para esta crise.

A última reunião realizada em maio em Bagdá não permitiu uma aproximação entre as duas partes, que, apesar disso, decidiram manter as negociações.

O otimismo expressado por Salehi contrasta com as críticas formuladas nos últimos dias por diversas autoridades iranianas aos ocidentais, acusados de sabotar a preparação do encontro de Moscou, aos recusar as reuniões técnicas solicitadas por Teerã.

Essas tensões foram aparentemente reduzidas em uma reunião na segunda-feira entre a chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, representante dos 5+1, e o negociador iraniano Said Jalili, que permitiu um acordo sobre o conteúdo das reuniões de Moscou, segundo as duas partes.