Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Irã exige respeito ao seu direito a um programa nuclear civil

Por - 7 jun 2012, 11h32

Autoridades iranianas pediram nesta quinta-feira que os países do Grupo 5+1 reconheçam seu direito de desenvolver um programa nuclear civil para assegurar o êxito da próxima reunião sobre o tema prevista para Moscou nos dias 18 e 19 de junho, indicou a imprensa iraniana.

“Esperamos que os países do Grupo 5+1 (Estados Unidos, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha) participem com realismo da reunião de Moscou e tomem suas decisões respeitando os direitos justos do Irã” de desenvolver um programa nuclear civil, disse Ali Akbar Velayati, conselheiro para assuntos internacionais do aiatolá Ali Khamenei.

“O Irã também se compromete a manter atividades nucleares pacíficas dentro das normas internacionais”, acrescentou.

O Irã e o Grupo 5+1 se reunirão em Moscou para dar prosseguimento às negociações sobre o programa nuclear que começaram em abril em Istambul e foram mantidas depois em Bagdá nos dias 23 e 24 de maio.

“As pressões da frente da arrogância (ocidentais) nos impedem de negociar com base em um plano em que todos nós possamos ganhar”, disse o ex-presidente Akbar Hachemi Rafsandjani, que dirige o Conselho do Discernimento, uma entidade encarregada de aconselhar o aiatolá.

“O ocidente deve saber que o caminho do êxito nas negociações passa pelo reconhecimento dos direitos justos do Irã e do abandono de uma política miserável de pressão, ameaças e sanções”, acrescentou.

Continua após a publicidade
Publicidade