Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Irã exclui troca de combustível nuclear, mas coopera mais com AIEA

Por Dieter Nagl 29 ago 2011, 13h16

O Irã afirmou nesta segunda-feira que não negociará mais para trocar combustível nuclear com as grandes potências, mas que está disposto a intensificar sua cooperação com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em “um número limitado de casos”.

O chefe do programa nuclear iraniano afirmou ainda que o Irã está disposto a uma maior cooperação com a AIEA), mas restringiu esta cooperação a explicações sobre um número limitado de casos.

“Não negociaremos mais um possível intercâmbio e um cessar de nossa própria produção de combustível”, declarou o chefe do programa nuclear iraniano, Fereydoun abbassi Davan, em declarações à Agência Irna.

As grandes potências propuseram em 2009 que o Irã entregasse combustível levemente enriquecido e recebesse em troca combustível mais enriquecido, afirmando que isso poderia permitir a Teerã desenvolver seu programa nuclear civil sem ter necessidade de seguir desenvolvendo suas capacidades para enriquecer combustível.

O projeto previa que o Irã enviasse mais de 1.200 quilos de urânio levemente enriquecido (3,5%) para a Rússia e recebesse em troca combustível russo e francês enriquecido em 20% para seu reator de pesquisa em Teerã.

No que se refere à cooperação com a AIEA, “pedimos que nos apresentem suas principais alegações, com documentos e provas, para examiná-los”, indicou o chefe do programa nuclear iraniano.

“Dissemos à AIEA que para discutir sobre estas questões é preciso haver um limite, ou seja, um número limitado de casos”, explicou o responsável.

Segundo Abbassi Davan, “caso contrário, os países hostis (ocidentais) a nossas atividades nucleares pacíficas não vão parar de apresentar outras demandas inventando documentos para apresentá-los à AIEA”, acrescentou.

O Irã negou-se até o momento a discutir novas questões evocadas pela AIEA acerca de seu controverso programa nuclear, argumentando que se tratam de afirmações sem fundamento.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)