Clique e assine com 88% de desconto

Irã afirma ter enviado caixa-preta de avião derrubado para a Ucrânia

País também concordou em receber especialistas de França e Estados Unidos

Por Da Redação - Atualizado em 18 jan 2020, 17h25 - Publicado em 18 jan 2020, 15h20

O Irã afirmou neste sábado 8 já ter enviado à Ucrânia as caixas pretas do avião derrubado acidentalmente neste mês, informou a agência de notícias estatal Tasnim.

As autoridades iranianas também informaram que vão receber especialistas de França, Canadá e Estados Unidos para que examinem os dados do voo.

Todas as 176 pessoas a bordo do avião morreram quando o voo da Ukrainian International Airlines foi derrubado, em 8 de janeiro, após sair de Teerã em direção à capital ucraniana Kiev.

“Com o uso da expertise de países como França, Canadá e EUA, tentaremos ler (os dados registrados do voo) em Kiev”, disse Hassan Rezaifar, diretor no comando das investigações do acidente pela Organização de Aviação Civil do Irã.

Publicidade

“Se essa tentativa não for bem sucedida, a caixa preta será enviada à França”, completou.

A falta de transparência em torno do voo que caiu logo que decolou da capital iraniana rumo a Kiev foi o combustível para a nova onda de protestos, duramente repreendida pela ditadura teocrática.

A prestação de contas em pílulas (“Alguns culpados foram presos”, disse o governo, mas até a quinta-feira 16 não havia divulgado nomes nem detalhes do roteiro desastroso) e o mea-culpa parcial (“A tragédia tem origem em agressões americanas”, esquivou-se o presidente Hassan Rouhani) deram fôlego a cartazes como “Khamenei assassino” e “Morte ao ditador”.

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade
Publicidade