Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Irã admite que cidadãos do Kuwait detidos não são espiões

Por Da Redação 15 nov 2011, 06h42

Teerã, 15 nov (EFE).- As autoridades iranianas admitiram nesta terça-feira que os dois cidadãos kuwaitianos presos na semana passada no Irã não são espiões e indicaram que foram detidos por violar as condições de seus vistos de turista, informou a emissora de televisão iraniana em inglês ‘Press TV’.

A Embaixada da República Islâmica do Irã no Kuwait negou que os dois tenham sido acusados de espionagem e indicou que a situação está sendo investigada.

Anteriormente, o Kuwait havia negado que seus dois cidadãos fossem espiões e o Ministério das Relações Exteriores do país convocou nesta segunda-feira o embaixador iraniano para protestar contra a detenção, segundo a agência oficial kuwaitiana ‘Kuna’.

As autoridades kuwaitianas haviam indicado que os dois detidos trabalham para uma emissora de televisão e que tinham viajado ao Irã para fazer uma reportagem.

O Irã exige dos jornalistas estrangeiros um visto especial de imprensa e permissões concretas para coletar informações e gravar imagens ou tirar fotografias no país. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade