Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Irã acusa Israel de atacar suas próprias embaixadas para culpá-lo

Teerã, 13 fev (EFE).- O Irã acusou Israel nesta segunda-feira de pôr bombas em suas próprias embaixadas na Geórgia e na Índia para acusar Teerã e jogar seus Governos contra os iranianos, segundo disse o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Ramin Mehmanparast.

Em declarações divulgadas pela agência oficial ‘Irna’, Mehmanparast rejeitou a acusação de Israel que o Irã está envolvido em dois atentados perpetrados nesta segunda-feira contra alvos diplomáticos israelenses nos citados países, um fracassado na Geórgia e outro que deixou quatro feridos na Índia.

Além disso, ressaltou que Israel ‘realizou estas ações terroristas’ em Nova Délhi e Tbilisi como parte de uma ‘guerra psicológica contra o Irã’.

‘Estas ações terroristas refletem a natureza do regime de Tel Aviv’, acrescentou Mehmanparast, acrescentando que o ‘Irã condena o terrorismo nos termos mais firmes e é vítima do terrorismo’.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, acusou o Irã e o movimento xiita libanês Hezbollah dos atentados de hoje contra alvos diplomáticos de seu país em Nova Délhi e Tbilisi, assim como de outras tentativas nos últimos meses.

Em declaração no Parlamento, Netanyahu se referiu a várias tentativas de atentado contra cidadãos israelenses e judeus em países como o Azerbaijão, Tailândia e outros, ‘que conseguimos frustrar com ajuda de organismos (de segurança) locais’.

‘Em todos os casos, os que estavam por trás dos atentados eram o Irã e seu protegido Hezbollah’, assegurou. EFE