Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Investidor doa 1 milhão de dólares a campanha para legalizar maconha na Califórnia

Milionário George Soros declarou seu apoio à ‘proposição 19’ em jornal americano

O milionário americano de origem húngara George Soros doou nesta terça-feira 1 milhão de dólares a uma campanha pela legalização da maconha na Califórnia (oeste dos EUA). Na próxima terça-feira, dia 2 de novembro, o estado votará a chamada “Proposição 19”, “iniciativa para regulação, controle e taxação da cannabis”. Esta é a maior doação de uma pessoa física depois da que foi feita pelo empreendedor de Oakland, Richard Lee, o principal patrocinador da proposta.

Em um artigo ao Wall Street Journal desta terça, Soros escreveu que, embora a proposta que estabelece um imposto à comercialização da maconha não seja perfeita, sua aprovação seria um “grande avanço” e suas deficiências poderiam ser corrigidas com base na experiência. “Regular a maconha poderia, simultaneamente, poupar a quem paga impostos bilhões de dólares em forças de segurança e prisões caras, enquanto poderia prover muitos bilhões de dólares em ganhos anualmente”, ressaltou Soros.

Pouco depois da publicação da nota, o jornal Sacramento Bee, da Califórnia, noticiou que Soros fez um aporte de um milhão de dólares à “Proposição 19”. Para o investidor, um imposto sobre o consumo de cannabis reduziria a delinquência, a violência e a corrupção associadas aos mercados das drogas, bem como as violações das liberdades civis e dos direitos humanos – que ocorrem quando um grande número de chamados cidadãos respeitosos da lei estão sujeitos à prisão. “Em troca, a polícia poderia se concentrar nos crimes graves”, completou.

Desde 1996, o uso médico da droga já é legal na Califórnia, bem como em outros treze estados onde se reconhece legalmente as propriedades curativas da cannabis. No entanto, sob as leis anti-narcóticos, cerca de 1,7 milhão de pessoas foram presas em todo o país em 2008 por acusações relacionadas à posse, uso e comercialização de drogas, segundo o centro de estatísticas judiciais. Mais de 50% dessas prisões foram por posse de maconha.

Soros foi um dos principais apoiadores financeiros da medida de 1996 que fez da Califórnia o primeiro estado norte-americano a legalizar a maconha para uso médico. A doação foi feita um dia depois que a campanha pelo “sim” ter veiculado seu primeiro anúncio na televisão. Até agora, nenhum dos lados angariou grandes quantidades de dinheiro, embora os partidários da legalização superem os oponentes da medida.

(Com agência France-Presse)