Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inundações no sul da Rússia já mataram mais de 100

Sete mil casas estão submersas; Gelendzhik, um dos balneários mais populares no Mar Negro, teve a maior inundação da história daquela região

Uma forte chuva que atingiu o sul da Rússia, na região de Krasnoda, provocou a morte de mais de 100 pessoas e deixou ao menos 90 mil sem energia elétrica. As autoridades russas organizaram um centro operacional para atender as consequências da tragédia registrada no sul do país. O Ministério de Situação de Emergências da Rússia advertiu que o litoral do Mar Negro pode se transformar em cenário de novas inundações, já que a previsão é de mais chuvas naquela região.

Os distritos de Gelendzhik e Krimski, os mais afetados pela catástrofe, voltarão a ser castigados pelas chuvas, segundo as previsões. Em Krimski, o distrito mais atingido pela tragédia, os serviços de resgate localizaram 88 corpos, incluindo uma criança de dez anos, segundo o porta-voz da polícia regional, Igor Zhelyabin . Cerca de cinco mil casas ficaram submersas. Gelendzhik, um dos balneários mais populares da Rússia no Mar Negro, teve a maior inundação da história daquela região. Cerca de duas mil casas naquele distrito foram inundadas. Mais de 700 soldados e 100 veículos trabalham no resgate de vítimas.

A eletricidade foi desligada por motivos de segurança – cerca de 90 mil pessoas foram afetadas. Isso ocorreu porque três homens e uma mulher morreram eletrocutados após a queda de um cabo sobre a rua pela qual passavam enquanto chovia, e outro homem se afogou devido às inundações. Dois corpos, o de um homem e uma mulher, foram localizados no porão de uma casa na cidade litorânea de Divnomorskoye, também em Gelendzhik. Outras duas pessoas se afogaram na cidade de Novorossiysk, o maior porto do Mar Negro.

(Com Agência EFE)