Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inundações levam caos e mortes à capital das Filipinas

Cidade tem ruas submersas e moradores obrigados a abandonar suas casas

As inundações provocadas pelas incessantes chuvas que atingem nesta terça-feira Manila e nove províncias contíguas à capital filipina já provocaram cinco mortos e deixaram sete desaparecidos. A cidade se encontra em pleno caos, com as ruas submersas e moradores sendo obrigados a abandonar suas casas. Segundo o Centro Nacional de Desastres, desde a semana passada chegou a 53 o número de mortos pela tempestade tropical Saola, que afetou grande parte do arquipélago filipino.

O presidente Benigno Aquino ordenou o fechamento dos colégios e dos órgãos governamentais, exceto as agências de emergência, que atendem milhares de evacuados. Segundo o Centro Nacional de Prevenção de Desastres, um homem morreu e outros seis estão desaparecidos após um deslizamento de terra ocorrido no subúrbio de Manila.

Além disso, a polícia informou que quatro pessoas se afogaram na província de Bulacan, ao norte da capital, e outra está desaparecida em Bataan, na região oeste. A água transbordou a represa La Mesa, o que inundou algumas áreas de Manila e forçou a evacuação de mais de cinco mil moradores junto ao rio Marikin.

Por recomendação do serviço meteorológico filipino, o palácio presidencial, a Corte Suprema, o Parlamento, a Embaixada dos Estados Unidos e a sede da Bolsa de Valores de Manila, que já foi inundada, fecharam suas portas.

Deslizamento de terra no subúrbio de Manila: trabalhos de resgate prosseguem

 (/)

(Com agência EFE)