Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Integrante do Pussy Riot é transferida para a Sibéria

Jovem de 23 anos entrou em greve de fome e denunciou em carta as más condições de sua antiga unidade

Por Da Redação 5 nov 2013, 16h03

A jovem Nadezhda Tolokonnikova, de 23 anos, uma das duas integrantes do grupo punk Pussy Riot que estão presas, foi transferida para um campo de trabalhos na Sibéria, disse seu marido, Piotr Verzilov, nesta terça-feira. O novo local de prisão da integrante fica na região de Krasnoyarsk, a cerca de 3.500 quilômetros de Moscou. Antes da transferência, Tolokonnikova estava em uma prisão em Mordovia, a cerca de 400 quilômetros da capital russa.

Por duas vezes, a jovem entrou em greve de fome contra o que chamou de trabalho escravo em Mordovia. Em outubro, denunciou em carta as más condições da prisão. “É um castigo”, disse o marido da jovem. “Essencialmente ela foi transferida da Rússia central para o coração da Sibéria como uma punição pela repercussão da carta”, completou Verzilov.

Leia também:

Ativistas do Greenpeace serão transferidos de prisão

Promotoria da Rússia faz novas denúncias contra líder opositor

Até a confirmação da transferência, que demorou duas semanas, a família da jovem reclamou que não vinha recebendo informações sobre seu paradeiro. Transferências de presos no país costumam demorar dias ou até semanas por causa da distância entre as unidades e a disponibilidade de transporte, que normalmente é feita por trem.

Já o delegado russo para os direitos humanos, Vladimir Lukin, assegurou que Tolokonnikova está bem de saúde e foi acompanhada por um médico até o novo campo. A jovem cumpre, junto com outra colega de grupo, uma pena de dois anos por ter realizado, no início 2012, um protesto contra as ligações da Igreja Ortodoxa da Rússia e o presidente Vladimir Putin.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)