Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Instituto Goethe não é liberado em Cuba

Os homens de Raúl Castro acreditam que a entidade, que ensina a língua e a cultura alemã, poderia fomentar a contrarrevolução

A ditadura cubana se recusa a permitir a instalação de um Instituto Goethe em Havana, apesar de estar em negociações avançadas com a Alemanha. A notícia é do site Deutsche Welle.

“Cuba teme que com o Instituto Goethe, que promove a língua e a cultura alemã pelo mundo, a Alemanha fomente a contrarrevolução”, disse o presidente da subcomissão de política exterior em matéria cultural, Bernd Fabius, para a rádio Deutschlandradio.

 

Leia também:

Primeiro voo comercial dos EUA em 55 anos pousa em Cuba

Obama em Cuba: “É maravilhoso estar aqui”

Como Cuba consegue ter baixa mortalidade infantil?

 

Desde maio, diplomatas cubanos e alemães têm se encontrado para aproximar os dois países na área cultural. Um acordo estava sendo esperado para este ano, mas o regime comandado por Raúl Castro voltou atrás.

Em 2003, os dois países também estavam perto de fazer um acerto para promover uma aproximação cultural. Contudo, no episódio que ficou conhecido como Primavera Negra, o governo prendeu 75 dissidentes políticos. Isso fez com que Berlim, em respeito aos direitos humanos, interrompesse as negociações.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Eder Dias Casola

    Um atraso total este modelo revolucionário socialista (comunista). Se o regime é bom, porque temer?

    Curtir

  2. Democracia viva!

    Curtir

  3. Antonio Carlos Peludo

    Estavamos indo nessa direção … by querida

    Curtir

  4. Andrei Tchepurnoy Machado

    é um panaca

    Curtir

  5. Democrata Cristão

    Medo da verdade! Nazismo = Socialismo. Se descobrem…kkk

    Curtir

  6. Fábio Aparecido

    QUANDO QUE ESSES COMUNISTAS VAO MORRER .PRA LEBERTAR ESSE OVO DE VEZ

    Curtir

  7. Hermes Sobreira

    Esse ditador pilantra era pra terminar igual ao Kadaff.

    Curtir