Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inglaterra sofre com chuvas históricas, mas mantém racionamento de água

Abril foi o mês mais chuvoso em 100 anos no Reino Unido. Apesar das enxurradas, empresa de abastecimento mantém racionamento

O recém terminado mês de abril viu um fenômeno não muito frequente na longa história do Reino Unido. Choveu mais na Inglaterra do que na Escócia. A situação climática nas terras de Elizabeth II parece realmente atípica em 2012, e abril foi o mês mais chuvoso desde que os britânicos começaram a registrar as precipitações, há cem anos, segundo anunciou o departamento de meteorologia do país.

Em meio às enxurradas – que alagaram terras, principalmente no sudoeste da ilha, formando pequenas cachoeiras na beira dos trilhos do sistema ferroviário, interditando estradas, e até matando um homem de 52 anos e seu cão, que ficaram presos no carro após a água invadir a pista em que dirigia, na segunda-feira, ao Sul de Newbury – parte dos ingleses ainda vai ter que conviver com racionamento de água nos próximos meses. O motivo é que os 121,8mm de água derramados no país em abril fizeram pouco para abastecer os reservatórios após dois invernos seguidos de seca.

No Reino Unido, enquanto algumas áreas sofrem com a seca, regiões são alagadas: racionamento de água está mantido No Reino Unido, enquanto algumas áreas sofrem com a seca, regiões são alagadas: racionamento de água está mantido

No Reino Unido, enquanto algumas áreas sofrem com a seca, regiões são alagadas: racionamento de água está mantido (/)

Apesar da chuva, a Thames Water, maior empresa de abastecimento de água do Reino Unido, manteve a proibição do uso de mangueiras de jardim para os seus 8,8 milhões de clientes. De passagem marcada para encabeçar a delegação britânica na Rio+20, junto com o vice-primeiro ministro Nick Clegg, a ministra do meio ambiente do Reino Unido, Caroline Spelman, apoiou a manutenção das medidas e não descartou o uso de sistemas de emergência para abastecer a população das áreas mais atingidas, caso as chuvas continuem escassas no próximo inverno.

“Ainda está muito cedo para saber se o próximo inverno será chuvoso o suficiente”, disse em um programa transmitido pela BBC. Segundo ela, caso não ocorram as precipitações necessárias para restabelecer as reservas, os ingleses podem recorrer a sistemas de abastecimento de emergência, como caixas d’água improvisadas nas ruas. De acordo com Spelman, é improvável que isso ocorra ainda em 2012, mas ela afirma que o procedimento deverá ser adotado em 2013 se a seca se mantiver.

Enquanto isso, o site da agência ambiental britânica emitia 21 avisos de enchentes iminentes e 73 alertas no início da tarde desta quinta-feira. Mesmo assim, 17 condados estão oficialmente em seca e 20 milhões de pessoas enfrentam restrições para o uso de água.

LEIA TAMBÉM:

Direito à água volta ao documento principal da Rio+20

Galeria: O consumo verde transforma o comportamento dos londrinos

Londres já tem pub e enterro ‘verdes’