Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Indonésia: vulcão entra em erupção causando morte e destruição

Localizado na Ilha de Java, o Semeru, o mais alto do país, está em intensa atividade vulcânica com nuvens gigantescas de fumaça e cinzas

Por Da Redação Atualizado em 5 dez 2021, 11h39 - Publicado em 4 dez 2021, 14h37

Enormes nuvens de fumaça e cinzas tomaram conta de vilarejos da Ilha de Java, na Indonésia, após o vulcão mais alto do país, o Semeru, entrar em erupção neste fim de semana. Ao menos 14 pessoas morreram e 56 ficaram feridas –a maioria com queimaduras — segundo autoridades locais. Equipes de resgate procuravam por vítimas soterradas sob camadas de cinzas, em alguns casos cavando com as próprias mãos.

A erupção atingiu prédios e destruiu uma ponte que conecta áreas rurais com a cidade de Malang, o que dificulta a retirada dos moradores das regiões atingidas. Um órgão de monitoramento indonésio emitiu um alerta às companhias aéreas de que as nuvens de fumaça estão chegando a 15 mil metros de altura.

Pelo menos 1 300 pessoas foram retiradas da área após a erupção no sábado, 4. Nove das 14 vítimas fatais já foram identificadas. Outras nove continuam desaparecidas, segundo a Agência Nacional de Gestão de Desastres do governo indonésio.

O Semeru, conhecido como “A Grande Montanha” e que fica 3.676 metros acima do nível do mar, já havia entrado em erupção anteriormente. A última vez ocorreu em janeiro deste ano, mas sem deixar vítimas. As imagens de agora, postadas nas redes sociais por moradores da região e membros do serviço de emergência, são impressionantes. Mostram pessoas correndo enquanto gigantescas nuvens de fumaça e cinzas cobrem os vilarejos na província de Java Oriental.

De acordo com a agência de mitigação de desastres no país, as autoridades estão montando tendas de evacuação. O trabalho, porém, vem sendo dificultado pela fumaça densa que tomam conta das ruas. As primeiras informações ainda são desencontradas, mas o vice-chefe do distrito de Lumajang, Indah Masdar, já confirmou a morte de um morador e que há vários feridos com queimaduras. A AirNav Indonésia, que controla o espaço aéreo indonésio, por sua vez, informou que a erupção não “causou impacto significativo” nos voos. Informações do noticiário local também contabilizam várias casas soterradas por detritos vulcânicos e pontes desabadas.

A agência de notícias local Antara informou ainda que uma chuva espessa de cinzas vulcânicas está bloqueando o sol em dois distritos locais. A Ilha de Java fica no que se chama de “Círculo de Fogo do Pacífico”,  trecho do planeta onde as placas tectônicas se encontram e erupções vulcânicas e terremotos acontecem mais frequentemente. Na Indonésia há quase 130 vulcões ativos.

Continua após a publicidade

Publicidade