Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Indonésia inicia vacinação contra Covid-19 com a CoronaVac

Presidente do país, Joko Widodo, recebeu a primeira dose do imunizante; cerca de 1,5 milhão de profissionais da saúde devem ser vacinados até fevereiro

Por Da Redação Atualizado em 13 jan 2021, 10h16 - Publicado em 13 jan 2021, 10h07

A Indonésia iniciou nesta quarta-feira, 13, a vacinação contra a Covid-19 em sua população com a CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac. O primeiro a receber a dose foi o presidente do país, Joko Widodo. A autorização para o uso emergencial do imunizante foi dada na última segunda-feira 11.

“A vacinação é importante para quebrar a cadeia de transmissão da Covid-19 e dar proteção e segurança a todos os indonésios e ajudar a acelerar a recuperação econômica”, afirmou Widodo depois de ser imunizado.

De acordo com o ministro da Saúde indonésio, Budi Gunadi Sadikin, cerca de 1,5 milhão de profissionais de saúde devem ser vacinados até fevereiro. Depois, serão os funcionários públicos.

Ao contrário da maioria dos países, a população jovem deve receber o fármaco antes dos idosos, uma vez que o país ainda não possui dados suficientes de ensaios clínicos sobre a eficácia do produto nos mais velhos. Ao todo, a ideia é imunizar 181,5 milhões de pessoas.

No mesmo dia em que aprovou o uso emergencial da CoronaVac, a Indonésia informou que o antígeno apresentou 63,5% e eficácia em testes realizados no país. No Brasil, o mesmo medicamento, em estudos conduzidos pelo Instituto Butantan, teve eficiência geral de 50,38%, alcançando o percentual mínimo, de 50%, exigido pela Anvisa e recomendado pela OMS. Na Turquia, o índice aferido foi de 91,25%.

Ao todo, o país asiático soma 858.043 casos confirmados do novo coronavírus, com 24.951 mortes, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins, sendo a nação mais afetada do continente.

Continua após a publicidade
Publicidade