Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Indonésia executa quatro condenados por narcotráfico

O país tem ainda outros dez condenados por tráfico de drogas no corredor da morte

Por Da redação 28 jul 2016, 20h50

A Indonésia executou na madrugada desta sexta-feira três nigerianos e um indonésio condenados por tráfico de drogas, informou o vice-procurador-geral Noor Rachmad. Os condenados foram fuzilados por um pelotão na ilha penal de Nusa Kambangan logo após a meia-noite desta sexta-feira (horário local).

O país tem ainda outros dez condenados por narcotráfico no corredor da morte. Rachmad não explicou por que eles não foram executados, como estava previsto.

LEIA TAMBÉM:
Brasileiro Rodrigo Gularte é executado na Indonésia
Condenado por tráfico, brasileiro é executado na Indonésia

Os condenados, entre eles nigerianos, zimbabuenses, paquistaneses, indianos e indonésios, estão em regime de isolamento em Nusa Kambangan, a chamada “Alcatraz da Indonésia”, prisão situada na pequena ilha de Java.

O Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad Al Hussein, pediu na quarta-feira à Indonésia que renuncie às execuções. A União Europeia também pediu a Jacarta para abolir a pena capital, “uma punição cruel e desumana”.

Em abril de 2015, a execução de oito homens, incluindo o brasileiro Rodrigo Gularte, por tráfico de drogas provocou duras condenações internacionais. O brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira foi fuzilado em janeiro do ano passado, depois de passar mais de uma década no corredor da morte.

(Com AFP)

Continua após a publicidade
Publicidade