Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Índia confirma 60 mortos por incêndio em hospital

Por Da Redação 9 dez 2011, 05h04

(Atualiza número de mortos e novas declarações).

Nova Délhi, 9 dez (EFE).- As autoridades indianas informaram nesta sexta-feira que 60 pessoas morreram no incêndio declarado durante a madrugada em um hospital da cidade de Calcutá, no leste da Índia.

A chefe do Governo regional de Bengala, Mamata Banerjee, declarou à imprensa local que 41 corpos já foram levados para um hospital público de Calcutá e que há cerca de outros 20 nos andares mais altos do edifício.

Mamata descreveu o incêndio como fruto de uma negligência, que qualificou de ‘crime imperdoável’, e pediu que os responsáveis sejam condenados da ‘forma mais dura possível’, segundo a cadeia ‘NDTV’.

A imprensa local lembrou que o mesmo centro médico sofreu um incêndio de grandes dimensões em 2008.

Várias unidades dos bombeiros prosseguiam no começo da manhã os trabalhos de resgate de um número indeterminado de pessoas que continuavam presas nos andares mais altos do hospital.

Porta-vozes dos bombeiros haviam informado pouco antes que o incêndio já está controlado e que no momento só há alguns focos no porão do edifício, mas admitiram não saber o número de pacientes que permanecem no interior do hospital.

O incêndio teve início por causas desconhecidas no hospital de AMRI, localizado no bairro de Dhakuria, sul da cidade. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade