Clique e assine a partir de 8,90/mês

Incêndio obriga famílias a deixarem suas casas na Inglaterra

Iniciado há três dias, fogo se alastrou por seis quilômetros; bombeiros pedem ajuda das Forças Armadas para conter as chamas

Por Da Redação - 27 jun 2018, 14h24

Um incêndio de grandes proporções atinge, há três dias, o pântano de Saddleworth Moor na área de Grande Manchester, no norte da Inglaterra. Dezenas de famílias tiveram de deixar as suas casas, e a ajuda das Forças Armadas foi requisitada para conter as chamas.

Classificado pelos bombeiros como um incêndio de grandes proporções, o fogo começou no último domingo (24). Segundo a BBC, retornou na segunda-feira e, nos últimos dias, se estendeu por causa das altas temperaturas. De acordo com o jornal britânico The Guardian, as chamas já ultrapassaram seis quilômetros de extensão.

A polícia da Grande Manchester afirmou que os moradores de 34 casas foram retirados ontem à noite na região de Calico Crescent depois de os ventos terem espalhado as chamas para essa área residencial. As autoridades municipais informaram que duas escolas, Mossley Hollins High e Buckton Vale Primary, permanecerão fechadas enquanto os bombeiros tentam controlar o fogo.

O gerente do Serviço de Resgate e Bombeiros da Grande Manchester, Phil Nelson, afirmou hoje à imprensa que os bombeiros trabalham “em um incêndio difícil e trabalham duro para conter as chamas e evitar que o fogo se alastre”. “Os bombeiros enfrentam circunstâncias muito difíceis, um calor intenso”, disse.

“Estamos em contato com o Exército, que está preparado para qualquer necessidade”, afirmou a polícia, através do Twitter.

Ainda não se sabe como o fogo começou e, segundo a polícia, será difícil determinar sua origem. Na internet, as pessoas têm compartilhado imagens do incêndio visto do alto.

(Com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade