Clique e assine com até 92% de desconto

Incêndio no metrô de Nova York deixa um morto e 16 feridos

Um operador de trens faleceu em meio à retirada de passageiros do vagão; o Departamento de Polícia investiga incidente como crime culposo

Por Amanda Péchy Atualizado em 27 mar 2020, 16h28 - Publicado em 27 mar 2020, 15h37

Um incêndio em um vagão de metrô na cidade de Nova York, nos Estados Unidos, deixou ao menos um morto e dezessete feridos na madrugada desta sexta-feira, 27.  O incidente é investigado como crime intencional. Até agora, ninguém foi preso.

De acordo com o jornal americano The New York Times, um funcionário do sistema de transporte público, que estava no trem como passageiro, identificou fumaça e fogo dentro do vagão. Quando parou na estação seguinte, a Autoridade Metropolitana de Transportes retirou todos os passageiros. Depois, o operador do trem, Garrett Goble, foi encontrado morto sobre os trilhos.

Outras 16 pessoas ficaram feridas, segundo um porta-voz do Corpo de Bombeiros de Nova York. Ao menos quatro passageiros estavam em estado crítico após inalarem fumaça, e cinco bombeiros sofreram ferimentos leves. Mais de 100 bombeiros responderam ao chamado, levando cerca de meia hora para apagar o fogo.

  • A polícia acredita que o fogo possa estar conectado a outros dois incêndios no sistema de trânsito de Manhattan, relatados no mesmo horário na sexta-feira. O Departamento de Polícia de Nova York disse que ainda não foi estabelecida a causa do incêndio, nem se começou dentro ou fora do vagão.

    Goble, o operador morto na manhã desta sexta-feira, é o terceiro óbito entre os funcionários do transporte de Nova York nas últimas 36 horas. Na quinta-feira 26, um operador de ônibus e um condutor de trem morreram devido ao coronavírus. Na quarta-feira 25, um total de 52 funcionários do transporte haviam sido diagnosticados com a Covid-19.

    Continua após a publicidade
    Publicidade