Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Incêndio iniciado em floresta deixa ao menos 30 feridos em Portugal

Chamas atingem o distrito de Castelo Branco, na região central do país

Ao menos 30 pessoas ficaram feridas por conta de um incêndio florestal na região do distrito de Castelo Branco, no centro de Portugal. Enquanto as chamas ameaçavam vilas na tarde deste domingo 21, moradores locais foram forçados a resolver o problema com as próprias mãos, protegendo suas casas de grandes incêndios com baldes de água e mangueiras domésticas contra chamas alimentadas por fortes ventos.

O distrito de Castelo Branco está localizado a 225 quilômetros a nordeste de Lisboa. As chamas ainda queimam e, espalhando-se para o distrito próximo de Santarém, elas agora ameaçam várias vilas dos municípios de Vila de Rei e Mação.

Mais de 1.150 bombeiros estão em ação, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil. No entanto, um fotógrafo da Reuters em Vila de Rei disse que era raro avistar um bombeiro e que o incêndio estava se espalhando.

Autoridades evacuaram as vilas e praias fluviais por precaução. O fogo reviveu memórias do devastador incêndio na cidade central de Pedrógão Grande em junho de 2017, o pior desastre da história moderna de Portugal, que matou 64 pessoas e feriu mais de 250.

“O fogo está fora de controle, sem recursos em campo, e a população está em risco”, disse o prefeito de Mação, Vasco Estrela, à emissora de rádio portuguesa TSF. “Nunca pensamos que passaríamos por isso novamente”.

(Com Reuters)