Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Incêndio atinge Universidade da Cidade do Cabo e destrói coleção histórica

Fogo começou no domingo na Table Mountain e se espalhou pela região, desabrigando estudantes e atraindo mais de 500 bombeiros à região

Por Da Redação Atualizado em 20 abr 2021, 18h09 - Publicado em 20 abr 2021, 18h08

No domingo, 18, um incêndio que começou na no sopé da Table Mountain, na África do Sul, ficou fora de controle e, impulsionado por fortes ventos, atingiu o campus da Universidade da Cidade do Cabo. Pelo menos quatro edifícios foram danificados: a Sala de Leitura Jagger, o Edifício HW Pearson e as residências estudantis Fuller Hall e Smuts Hall. O prédio mais afetado pelo incêndio foi a biblioteca, que abrigava algumas das coleções especiais mais preciosas da África.

“Obviamente, estamos arrasados ​​com a perda das Coleções Especiais da biblioteca. [São] coisas que não podem ser substituídas. É doloroso olhar para isso ”, disse em comunicado Mamokgethi Phakeng, vice-reitora da UCC. “Os recursos que tínhamos lá, as coleções que tínhamos na biblioteca não eram só para nós, mas para todo o continente. É uma perda enorme, mas vamos recuperar e voltar mais fortes.”

O complexo da biblioteca abriga Coleções Especiais da UCC, que contêm artefatos insubstituíveis, incluindo aquarelas anotadas de plantas e animais datadas de 1881, pintadas por indígenas do Cabo. Ele também contém mapas, manuscritos e registros oficiais, incluindo sua história colonial e militar. Persianas automatizadas que foram instaladas para proteger os itens mais raros da biblioteca foram ativadas pelo fogo, mas ainda não se sabe se elas conseguiram impedir sua propagação da sala de leitura para as coleções especiais próximas.

O prédio de botânica da universidade também foi seriamente danificado. Na Unidade de Conservação de Plantas, onde os pesquisadores rastreiam as mudanças no clima estudando pólen fossilizado e comparando fotos históricas com imagens atuais, o dano foi total.

A causa imediata dos incêndios é desconhecida. Uma das teses sugere que uma fogueira abandonada no sopé da montanha iniciou o fogo, que foi alimentado por um clima seco e quente fora da estação. A polícia da Cidade do Cabo também confirmou a prisão de um suspeito, embora não esteja claro se o indivíduo iniciou o incêndio principal ou um incêndio menor na montanha.

Vários prédios, incluindo um moinho histórico e a biblioteca da escola, logo pegaram fogo. Até o momento, não houve mortes registradas, mas pelo menos cinco bombeiros sofreram ferimentos. Enquanto a fumaça densa engolfava o campus, centenas de alunos foram evacuados de suas residências. Alguns foram alojados em hotéis que estão praticamente vazios por causa da pandemia do coronavírus.

“Algumas de nossas valiosas coleções foram perdidas”, disse o diretor das bibliotecas da UCT, Ujala Satgoor, em um comunicado. “No entanto, uma avaliação completa só pode ser feita quando o prédio for declarado seguro e pudermos entrar no prédio.” A universidade anunciou no domingo que suspenderia suas atividades até esta terça-feira.

Continua após a publicidade

Publicidade