Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Imã acusa menina por queimar páginas com versos do Corão

Hafiz Mohamed Jalid Chishti disse que Rimsha Masih "é uma menina normal”, que não tem “problema de saúde mental” e que “sabia o que estava fazendo”

O imã que entregou a jovem cristã Rimsha Masih às autoridades paquistanesas sob a acusação de blasfêmia disse nesta sexta-feira que ela queimou páginas que continham versículos do Corão de forma intencional para provocar os muçulmanos do bairro.

O religioso Hafiz Mohamed Jalid Chishti, afirmou, em entrevista à Agência France-Presse (AFP), que Rimsha “é uma menina normal”, que não tem “problema de saúde mental” e que “sabia o que estava fazendo”. Ele ainda classificou o ato como “um gesto deliberado, não um erro”, concluindo que ela “não é inocente”.

Leia mais:

Presidente paquistanês quer informações sobre jovem cristã presa por blasfêmia

organizações humanitárias

(Com informações da Agência France-Presse e EFE)