Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Humala reformula gabinete peruano

O gabinete ministerial do Peru apresentou nesta segunda-feira sua renúncia ao presidente Ollanta Humala, que tentará reformular sua equipe, a dias de completar o primeiro ano de governo.

“Todos os ministros apresentaram suas cartas de renúncia ao presidente Humala”, afirmou Tejada, depois de uma reunião dos integrantes da equipe ministerial com o primeiro-ministro Oscar Valdés.

Nos últimos dias, analistas e pessoas ligadas ao governo especulavam sobre uma possível reformulação do gabinete de Humala para dar mais oxigênio à equipe ministerial, principalmente com um novo primeiro-ministro, pois Valdés era questionado por sua gestão dos conflitos sociais no país.

Os protestos sociais, sobretudo, os conflitos envolvendo mineiros no Peru têm sido uma pedra no sapato para o governo de Humala, com manifestações que deixaram 17 mortos em um ano.

Humala completa no sábado, dia 28, o primeiro ano de um mandato que termina em 2016.

Esta é a terceira mudança de gabinete em um ano, uma situação inédita nos governos das últimas décadas.

Tejada evitou comentar sobre quem ocupará o cargo deixado por Valdés e se limitou a indicar que “o presidente decidirá quem continuará no gabinete”.

O novo gabinete ministerial deve prestar juramento nesta segunda-feira às 18h00 locais (20h00 de Brasília) no palácio de governo, disse Tejada.

“Estamos satisfeitos, conformados, há uma sensação de tranquilidade, temos trabalhado com paixão e entrega”, acrescentou.