Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Homs sofre bombardeios mais violentos em 2 semanas

Tanques dispararam contra residências e aviões sobrevoavam a cidade

A cidade de Homs (no centro da Síria) foi na manhã desta sexta-feira alvo dos “bombardeios mais violentos em 14 dias” pelas forças do regime. Um vídeo divulgado por militantes na internet mostra um tanque disparando contra as residências, e em outro vídeo são ouvidos intensos bombardeios contra a cidade, chamada de “capital da revolução” pelos militantes.

Entenda o caso

  1. • Na onda da Primavera Árabe, que teve início na Tunísia, sírios saíram às ruas em 15 de março para protestar contra o regime de Bashar Assad, no poder há 11 anos.
  2. • Desde então, os rebeldes sofrem violenta repressão pelas forças de segurança do ditador, que já mataram mais de 5.400 pessoas no país, de acordo com a ONU, que vai investigar denúncias de crimes contra a humanidade no país.

Leia mais no Tema ‘Revoltas no Mundo Islâmico’

“São os bombardeios mais violentos em 14 dias. É incrível, é de uma extrema violência, nunca vimos algo semelhante. Disparam uma média de quatro foguetes por minuto”, afirmou Hadi Abdullah, membro da Comissão Geral da Revolução Síria. “Além dos bairros de Baba Amr e de Al Inshaat, os de Jaldiye e Bayyada são atacados nesta sexta-feira, quando os bombardeios contra esses bairros não foram tão intensos nos últimos dias”, disse.

O militante informou que a aviação militar e os aviões de reconhecimento sobrevoavam Homs, acrescentando que se tratava de uma mobilização “sem precedentes”.

A escalada da violência em Homs acontece um dia após a Assembleia Geral da ONU condenar “as sistemáticas violações dos direitos humanos” cometidas pelo governo da Síria e pedir a renúncia do ditador Bashar Assad.

(Com agência France-Presse)