Clique e assine a partir de 9,90/mês

Homem rouba arma de militar e é morto em aeroporto de Paris

Segundo autoridades francesas, suspeito chegou a atirar contra um posto policial antes do ocorridos; aeroporto foi esvaziado e os voos foram suspensos

Por Da redação - Atualizado em 22 mar 2017, 17h02 - Publicado em 18 mar 2017, 09h38

Um homem foi morto a tiros na manhã deste sábado no Aeroporto de Orly, na região Sul de Paris, após roubar a arma de um militar da divisão de vigilância antiterrorista, segundo informações do Ministério do Interior da França. O suspeito, cuja identidade ainda não foi divulgada, chegou a tirar a arma do soldado e correr para uma loja do aeroporto. Agentes de segurança o seguiram e dispararam contra ele.

O aeroporto foi esvaziado diante das suspeitas de o homem estar com outras armas e explosivos. Cerca de 3.000 pessoas se retiraram do local. A direção geral da Aviação Civil anunciou a suspensão de todos os voos previstos com saída ou chegada ao Aeroporto de Orly. Muitos passageiros que haviam aterrissado minutos antes do tiroteio tiveram que ficar dentro dos aviões.

Segundo o ministro do interior, Bruno Le Roux, o suspeito havia atirado uma hora e meia antes contra um posto da polícia em Stains, na região Norte de Paris, onde um agente ficou ferido. Depois, um pouco antes do incidente no aeroporto, na cidade de Vitry, roubou um carro e ameaçou os clientes de um bar. Conforme o ministro, ele já era fichado pelos serviços de inteligência. 

Le Roux não deixou claro se o caso se tratava de um atentado terrorista, mas a investigação ficou a encargo da divisão antiterrorista da Promotoria de Paris.

Continua após a publicidade

(Com agência EFE e Estadão Conteúdo)

Publicidade