Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Homem que atirou torta em Murdoch tuitou antes do ataque

'O que eu faço agora é, com certeza, a melhor coisa que já fiz #spla', escreveu comediante britânico

Jonathan May-Bowles, o homem que interrompeu o depoimento de James e Rupert Murdoch ao Parlamento da Grã-Bretanha, é um comediante. Com um movimento tão surpreendente quanto o de May-Bowles, que atirou uma espécie de torta de creme de barbea contra o magnata, a mulher de Murdoch, Wendi Deng, conseguiu defender o marido, ao se levantar rapidamente da cadeira e dar um tapa na cara do agressor, que acabou sujando-se com sua própria torta.

May-Bowles costuma usar a alcunha de Jonnie Marbles. Em seu perfil no microblog Twitter, ele se define como “ativista, comediante, figura paterna e completo nonsense”. Ele é afiliado à organização UK Uncut, conhecida por fazer protestos criativos contra cortes do governo. A organização, entretanto, rapidamente se desassociou da atitude de Marbles. “Essa foi uma ação solitária, nenhum de nós sabia disso, isso não tem nada a ver com a UK Uncut”, disse ao jornal The Guardian um porta-voz da entidade.

Quem acompanhava o Twitter de May-Bowles, porém, poderia ter previsto a ação do comediante. Minutos antes de atirar a torta em Murdoch, ele tuitou a seguinte mensagem, citando Charles Dickens: “O que eu faço agora é, com certeza, a melhor coisa que já fiz #splat”. Marbles, que gritou “você é um bilionário ganancioso!” ao jogar a torta no magnata, estava tuitando desde o início do depoimento, fazendo piadas sobre Murdoch. “Eu realmente estou neste comitê e posso confirmar: Murdoch é o sr. Burns (personagem do desenho animado The Simpsons)”, tuitou.