Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hillary pede que China apoie resolução contra a Síria

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, pediu nesta segunda-feira que a China apoie uma forte ação do Conselho de Segurança contra a Síria, durante uma reunião com o ministro das Relações Exteriores chinês Yang Jiechi, informou uma autoridade americana.

Sua conversa “está relacionada com a necessidade de uma forte resolução do Conselho de Segurança da ONU que pede o fim da violência”, disse à imprensa um funcionário do Departamento de Estado que pediu para não ser identificado.

“Creio que seja justo dizer que o ministro de Relações Exteriores chinês, Yang, compreendeu e apoiou a ideia de que o Conselho de Segurança seja mais ativo, e eles aceitaram que nossos embaixadores trabalhem nisso nos próximos dias”, disse o funcionário.

Ao se dirigir à Assembleia Geral da ONU na quarta-feira, o presidente americano Barack Obama pediu sanções do Conselho de Segurança contra a Síria, dizendo que não há desculpa para a inação enquanto o governo sírio tortura e mata pessoas.

Mas altos funcionários dos Estados Unidos disseram que a conversa de Hillary e Yang foi mais ampla do que o tema das sanções.

Os aliados ocidentais dos Estados Unidos se uniram a Washington para impor sanções à Síria, mas Rússia e China ameaçaram vetar uma resolução do Conselho de Segurança nesse sentido.

China, Rússia, Estados Unidos, Grã-Bretanha e França são os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, com direito a veto.