Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hayat Boumeddiene entrou na Síria dia 8 de janeiro, diz chanceler turco

A francesa de 26 anos é a companheira do terrorista que matou uma policial e quatro reféns em dois ataques distintos na semana passada em Paris

A mulher suspeita de ser cúmplice do terrorista Amedy Coulibaly, que realizou ataques em Paris na semana passada, atravessou a fronteira da Turquia para a Síria em 8 de janeiro, disse o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu. Hayat Boumeddiene chegou ao aeroporto de Istambul em 2 de janeiro via Madri e permaneceu em um hotel antes de cruzar a fronteira terrestre, disse Cavusoglu em entrevista à agência turca Anatolian.

Hayat é mulher de Coulibaly, morto nesta sexta-feira após ação policial em um supermercado na zona leste de Paris, onde o terrorista mantinha quinze reféns. A operação deixou quatro reféns mortos e outros quatro gravemente feridos. Na quinta, o terrorista matou uma policial e deixou um funcionário de limpeza urbana ferido em Mountrouge, periferia ao sul da capital francesa. Coulibaly afirmou que agia “em sincronia” com os irmãos Cherif e Said Kouachi, responsáveis pelo atentado contra o semanário Charlie Hebdo e mortos pela polícia em uma gráfica em que eles haviam se entrincheirado na cidade de Dammartin-en-Goële, perto de Paris.

Leia também

França acredita que terroristas tinham cúmplices

Marcha contra atentados toma as ruas de Paris

(Com agência Reuters)