Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Marinha dos EUA batiza navio com nome do ativista gay Harvey Milk

Milk chegou a servir na Marinha e foi dispensado após a Guerra da Coreia, fato que alguns atribuem a sua orientação sexual

A Marinha dos Estados Unidos batizou um de seus navios nesta terça-feira com o nome de Harvey Milk, um dos primeiros políticos abertamente gays a serem eleitos nos Estados Unidos. O passo é considerado histórico em uma corporação que, até cinco anos atrás, não permitia homossexuais a não ser que ocultassem sua orientação sexual.

O secretário da Marinha, Ray Mabus, participou nesta quarta de uma cerimônia em San Francisco, na Califórnia, para dar a uma embarcação de nova geração o nome do ícone homossexual, imortalizado pelo ator Sean Penn no filme Milk – A Voz da Igualdade. Milk serviu na Marinha durante a Guerra da Coreia, entre 1950 e 1953, mas foi substituído em 1955, algo que alguns atribuem a sua orientação sexual.

“Faz pouco que chegamos ao ponto em que as pessoas LGBT podem servir abertamente no exército. Que melhor mensagem para isso do que esta embarcação?”, disse Stuart Milk, o sobrinho do ativista, ao jornal San Francisco Chronicle. “É um grande tributo a um homem cujo objetivo era que as pessoas não tivessem que usar uma máscara”.

Leia também:
Vice-presidente dos EUA celebra casamento gay em sua casa
EUA acabam com a proibição de transgêneros no Exército
Papa diz que cristãos deveriam pedir desculpas aos homossexuais

Homossexuais assumidos podem servir abertamente no exército americano desde 2011, quando o Congresso, a pedido de uma resolução da Justiça, pôs fim à política Don’t ask, don’t tell (Não pergunte, não fale), implementada durante o governo de Bill Clinton e que lhes impedia de revelar sua orientação. Em junho deste ano, os Estados Unidos também abriram as portas do exército aos transexuais, que já podem ser recrutados e servir abertamente.

A decisão de nomear o navio em homenagem a Milk irritou alguns conservadores americanos, que sustentam que outros veteranos mereciam mais essa honra e que há dúvidas sobre a verdadeira razão pela qual o ativista foi afastado do serviço. Milk foi o primeiro vereador de distrito abertamente gay da cidade de San Francisco, um cargo que exerceu durante 11 meses, até que foi assassinado, em novembro de 1978. Em 2009, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, lhe concedeu postumamente a Medalha da Liberdade, a principal condecoração civil do país.

(Com EFE)