Clique e assine a partir de 9,90/mês

Hamas diz que respeitará trégua se Israel fizer o mesmo

Por Da Redação - 23 jun 2012, 16h06

Uma autoridade do Hamas afirmou neste sábado que o movimento voltará a respeitar a trégua se Israel fizer o mesmo, após disparos de foguetes palestinos e ataques israelenses.

“O Hamas e os grupos da resistência palestina respeitarão a trégua se a ocupação fizer o mesmo. É o que dizemos a nossos irmãos egípcios que nos pediram um cessar-fogo”, disse Ayman Taha.

“Os egípcios pediram à ocupação que interrompesse a agressão, e nos disseram que ela estava disposta a fazê-lo. Dissemos que responderíamos à calma com calma. Se o ocupante interromper seus ataques, não haverá represálias por parte da resistência”, assinalou Taha.

O líder disse que o movimento islâmico “negou-se a estabelecer um prazo para uma nova aplicação da trégua”, mas uma fonte do movimento palestino indicou que ela poderá entrar em vigor à meia-noite.

Continua após a publicidade

Na última quarta-feira, as Brigadas Ezedin al-Qasam, braço armado do Hamas em Gaza, anunciaram uma nova trégua com Israel, negociada com a ajuda do Egito, para tentar pôr fim aos confrontos. O grupo paramilitar reivindicou a autoria do lançamento de 120 foguetes contra Israel desde a última segunda-feira.

O lançamento de foguetes contra Israel e os bombardeios israelenses na Faixa de Gaza continuaram hoje, deixando três mortos palestinos e um ferido israelense.

Publicidade