Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Haiti está sem comando após assassinato de presidente

Jovenel Moïse morreu na madrugada de quarta-feira, durante um ataque à residência oficial

Por Eduarda Gomes Atualizado em 7 jul 2021, 19h07 - Publicado em 7 jul 2021, 19h01

O Haiti está sem comando no governo após o assassinato do presidente, Jovenel Moïse, na madrugada desta quarta-feira (7). Moïse foi morto a tiros num ataque à sua casa na capital, Porto Príncipe.

Analistas ainda não sabem quem será o principal beneficiado pelo ataque.O cargo deveria ser ocupado por René Sylvestre, presidente da Suprema Corte, mas ele morreu há um mês vítima da covid-19.

O segundo na linha sucessória é o primeiro-ministro, Claude Joseph. Mas ele vivia uma cisão com o governo e deveria ser demitido por Moïse nos próximos dias.

Testemunhas afirmam que mercenários vestidos de preto invadiram a casa de Moïse durante a madrugada. Eles se passavam por agentes da DEA, a agência anti-drogas dos Estados Unidos. A primeira-dama haitiana, Martine Moïse, também foi ferida no ataque, mas sobreviveu.

País mais pobre das Américas, o Haiti ainda sofre com os estragos causados pelo terremoto de 2010 e Furacão Matthew, em 2016, além da crise causada pelo coronavírus.

Moïse enfrentava grande rejeição pública por causa do fracasso na campanha de vacinação contra Covid, por acusações de corrupção e tentativas de permanecer no poder.

Continua após a publicidade
Publicidade