Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Guerra contra Irã é impossível, diz Guarda Revolucionária

Sanções econômicas serão únicas alternativas para opositores a Teerã, segundo subcomandante do corpo de elite iraniano

A Guarda Revolucionária do Irã assegurou nesta quinta-feira que será impossível o desencadeamento de uma guerra contra o país devido ao sucesso de Teerã em desenvolver seu poder militar dissuasório e defensivo.

“O Irã bloqueou o caminho dos seus inimigos para a opção militar”, afirmou subcomandante da Guarda, Hosein Salimi, com o cuidado de não mencionar diretamente as recentes agressões entre Irã e Israel.  “O inimigo nunca vai escolher uma ação militar contra o Irã, mas optará pelas sanções econômicas como sua única alternativa”, completou.

Nas primeiras horas de hoje, as forças de Israel bombardearam “dezenas” de alvos do Irã na Síria e mataram 23 combatentes, em resposta a um ataque iraniano com foguetes a posições militares israelenses nas Colinas de Golã. Os mísseis iranianos foram lançados pelo corpo de elite dos Guardiões.  Israel também informou ter destruído vários sistemas de defesa aérea da Síria.

Salimi criticou as decisões dos Estados Unidos de se retirar do acordo nuclear de 2015 e de reimpor sanções econômicas ao Irã. Mas destacou que o Irã aprendeu a superar as ameaças externas e desenvolveu suas capacidades defensivas aéreas, marítimas e terrestres.

A Guarda Revolucionária é o braço mais poderoso das Forças Armadas comprometido ideologicamente com o movimento que pôs fim à monarquia persa, em 1979, e instaurou um regime islâmico xiita no Irã. Sua criação foi determinada pelo aitolá Khomeini, líder da revolução.

(Com EFE)