Clique e assine a partir de 9,90/mês

Guerra com o Irã devastaria a economia mundial, afirma príncipe saudita

"Se o mundo não adotar uma ação firme para dissuadir o Irã, veremos mais escaladas que ameaçarão os interesses mundiais", afirmou Mohammed bin Salman

Por AFP - 30 set 2019, 06h18

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, afirmou em uma entrevista exibida no domingo que uma guerra com o Irã devastaria a economia mundial e que ele prefere uma solução não militar às tensões com o rival regional.

“Se o mundo não adotar uma ação forte e firme para dissuadir o Irã, veremos mais escaladas que ameaçarão os interesses mundiais”, afirmou o príncipe Mohammed bin Salman ao programa “60 minutes“, do canal americano CBS.

“O fornecimento de petróleo será afetado e os preços do petróleo subirão a números mais elevados do que já vimos em nossas vidas”, previu.

O príncipe herdeiro destacou, porém,  que uma guerra com o Irã seria catastrófica para a economia mundial. “A região representa aproximadamente 30% do fornecimento de energia do mundo, 20% do comércio e quase 4% do PIB mundial. Imagine que estas três coisas parem. Isto significaria um colapso total da economia planetária, e não apenas da Arábia Saudita ou dos países do Oriente Médio”.

Continua após a publicidade

Ele completou que o ataque de 14 de setembro contra instalações de petróleo sauditas, que seu país e os Estados Unidos atribuíram ao Irã, não tem sentido.

“Não há um objetivo estratégico. Apenas um tolo atacaria 5% do abastecimento mundial. O único objetivo estratégico era demonstrar que eles são estúpidos e foi o que fizeram “, afirmou.

Publicidade