Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Grupo recorre ao Facebook para encontrar estátua de santo na Itália

Por Da Redação - 3 jan 2012, 18h29

Roma, 3 jan (EFE).- Um grupo de mergulhadores de Paola, na província de Cosenza, no sul da Itália, recorreu ao Facebook para tentar encontrar uma estátua de São Francisco de Paula, que estava submergida a 23 metros de profundidade na águas do mar Tirreno que banha a localidade.

‘Este é um pedido de ajuda para todos os pescadores de Paola e dos arredores: ajudem-nos a encontrar a estátua de São Francisco de Paula’, pedem em seu perfil na rede social os membros do grupo.

A estátua foi colocada no fundo do mar em 2007 diante de Paola, berço do famoso ermitão, santo patrono da região da Calábria, que viveu no século 15 quando então a localidade pertencia ao Reino de Nápoles.

O grupo pede ‘aos pescadores que informem se viram nos últimos dias alguma barcaça navegar perto da boia’ que assinalava o lugar onde estava imersa a imagem de bronze do santo, que tinha dois metros de altura.

Publicidade

Os submarinistas exploraram a área sem encontrar nenhum rastro de São Francisco de Paula e só constataram a existência de um ‘grande buraco na areia’ onde estava o santo, segundo Piero Greco que deu a notícia no Facebook no domingo passado.

Dado o peso da estátua, os mergulhadores comentam na rede que nenhuma embarcação da região poderia levar o santo e levantaram a hipótese que a imagem tenha sido levada por um grande navio pesqueiro. EFE

Publicidade