Clique e assine com até 92% de desconto

Grécia faz eleições antecipadas em abril

Por Louisa Gouliamaki 27 dez 2011, 19h55

A Grécia realizará eleições legislativas antecipadas no final de abril, anunciou nesta terça-feira o ministro das Finanças, acrescentando que um plano de refinanciamento da dívida será divulgado no próximo mês.

“As eleições serão realizadas após a Páscoa, no final de abril”, disse o ministro Evangelos Vénizélos após uma reunião do partido socialista Pasok, que integra a coalizão de governo liderada pelo premier Lucas Papademos.

“O futuro do país se decidirá a partir de 16 de janeiro e durante as duas ou três semanas seguintes, com base nas negociações do novo programa” de ajuda da zona do euro, que inclui o plano de refinanciamento da dívida, destacou Venizelos.

Lucas Papademos, um tecnocrata, lidera o governo de coalizão formado pelo Pasok, o partido de centro direita Nova Democracia e os nacionalistas de extrema direita do Laos.

O governo de coalizão foi instalado para implementar a aplicação do plano de renegociação da dívida acertado com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI) em outubro passado. Sua tarefa consiste em negociar as modalidades de aplicação do acordo de outubro e apresentar as medidas de austeridade para a aprovação do Parlamento.

Representantes da “troika” composta por União Europeia (UE), Banco Central Europeu (BCE) e FMI são esperados em Atenas no próximo mês para verificar se os objetivos fixados no primeiro plano de ajuda, em 2010, foram alcançados, e como o governo prepara as medidas necessárias para o segundo plano de auxílio.

Com a economia em profunda recessão, o governo grego tem enfrentado dificuldades para atingir os objetivos propostos pelo plano de saneamento das contas públicas.

Continua após a publicidade
Publicidade