Clique e assine com até 92% de desconto

Gravação mostra que Irã soube ter abatido avião imediatamente

Governo rejeitou culpa na derrubada da aeronave por três dias

Por Ernesto Neves Atualizado em 7 fev 2020, 13h26 - Publicado em 7 fev 2020, 13h09

O vazamento da gravação de uma conversa entre um piloto iraniano e a torre de controle do aeroporto de Teerã mostra que o Irã soube imediatamente que abatera o voo 752 da companhia aérea Ukraine Airlines, matando 176 pessoas. 

A afirmação foi feita pelo presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.

O Boeing 737-800 acabou derrubado por um míssil da força aérea iraniana na madrugada de 8 de janeiro.  

No áudio, reproduzido pela TV ucraniana, o piloto de outra aeronave que estava nas proximidades pode ser ouvindo dizendo: “Esta é uma área ativa? Vejo luzes que se parecem com mísseis.” 

Zelensky disse que o arquivo “prova que o lado iraniano sabia desde o início que nosso avião havia sido atingido por um míssil”.

Depois de negar o erro por três dias, o governo iraniano admitiu ter alvejado a aeronave por engano. O regime dos aiatolás culpou o estado de alerta máximo em que o país estava horas depois de ter disparado contra bases americanas no Iraque.

A ação foi uma resposta à morte do general Qasem Soleimani, assassinado pelos Estados Unidos em 3 de janeiro. 

Continua após a publicidade
Publicidade