Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Governo Maduro abre investigação por fraude contra primárias da oposição

Procurador-geral promete apurar 'violações eleitorais, crimes financeiros e conspiração' após vitória de Maria Corina Machado, com 92,3% dos votos

Por Da Redação
25 out 2023, 16h02

A procuradoria-geral da Venezuela abriu nesta quarta-feira, 25, uma investigação criminal sobre as eleições primárias da oposição, realizada no último fim de semana, que teve como vencedora a engenheira industrial Maria Corina Machado, com 92,3% dos votos.

“Obviamente é uma fraude, quem financiou isto, quem está por trás disso?”, disse o procurador-geral, Tarek Saab, durante uma coletiva de imprensa, ao mostrar um vídeo que teria sido filmado no domingo 22, no qual alguém contabiliza os votos incorretamente.

A medida jurídica, que promete apurar “violações eleitorais, crimes financeiros e conspiração”, acompanha um posicionamento do governo de Nicolás Maduro, que desde o dia da votação levantou acusações e questionamentos a respeito da lisura das urnas.

+ Maria Corina declara vitória nas primárias da oposição da Venezuela

Isso pode provocar um retrocesso no alívio das sanções econômicas dos Estados Unidos à indústria de petróleo e gás venezuelanos, concedidos há uma semana, com a duração prevista de seis meses. O acordo previa que o Estado garantisse um país livre e uma eleição justa em 2024.

Continua após a publicidade

Ainda na semana passada, a Casa Branca ameaçou por fim à redução do bloqueio, caso os partidários de Maduro não suspendessem as proibições que impedem algumas figuras da oposição, inclusive Maria Machado, de ocuparem cargos públicos. Ela, por exemplo, foi impedida de concorrer por 15 anos.

+ EUA suspendem sanções à Venezuela após libertação de presos políticos

Segundo a comissão organizadora das primárias, mais de 2,3 milhões de eleitores manifestaram suas escolhas, em um processo organizado sem qualquer financiamento estatal. Eles insistem que tudo ocorreu de forma “transparente e justa”.

O número de eleitores superou, em alguns estados, as expectativas em mais que o dobro, apesar da realocação dos locais de votação, das longas filas e da falta de gasolina e de transportes públicos em algumas áreas. O rival mais próximo de Machado, o ex-deputado Carlos Prosperi, teve 4,75% dos votos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.