Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Governo espera resultados de exames de Chávez em Cuba

Por Da Redação 1 mar 2012, 14h32

Caracas, 1 mar (EFE).- O vice-presidente venezuelano, Elias Jaua, disse nesta quinta-feira que espera os resultados dos exames feitos no presidente Hugo Chávez após ser operado na segunda-feira em Havana e afirmou estar convencido de que pode vencer ‘qualquer dificuldade’.

Jaua e o ministro da Cultura, Pedro Calzadilla, afirmaram nesta quinta que Chávez se recupera bem da cirurgia à qual foi submetido para eliminar uma lesão surgida no mesmo local da pélvis onde teve um tumor extraído em junho do ano passado.

‘Vamos esperar os resultados, mas seja o que for nós vamos vencer. Hugo Chávez tem a força física e o amor de um povo para vencer qualquer dificuldade’, afirmou Jaua em um ato transmitido pela rede de televisão estatal.

O vice-presidente indicou que Chávez ‘está em pleno exercício de seu mandato, governando e tomando decisões para o povo venezuelano’, e lembrou as mensagens deixadas na quarta no perfil do presidente no Twitter e a ligação que, segundo ele, recebeu do próprio chefe de Estado também no dia anterior.

‘Com uma voz enérgica, ele me disse: ‘Acabo de tomar uma sopa e fiz minha primeira caminhada’. Me deu umas 300 mil instruções’, comentou.

Anteriormente, o ministro da Cultura havia afirmado que Chávez saiu ‘muito bem’ da operação e está ‘se recuperando progressivamente’ da cirurgia em Havana.

Continua após a publicidade

Enquanto isso, no Twitter seguem os rumores e comentários sobre a saúde do presidente.

O jornalista Nelson Bocaranda, que se antecipou às informações oficiais desta última viagem de Chávez a Cuba, declarou em seu portal nesta quinta sem citar fontes que as notícias que obteve de Cuba não são ‘encorajadoras’ e que um tratamento com esteroides ao qual, supostamente, o presidente foi submetido para que os sinais da doença não fossem notados teria sido ‘contraproducente’.

Além disso, em uma de suas mensagens no Twitter, Bocaranda indicou: ‘Hemorragia noturna foi por problema com drenagem. Já corrigido. Não será preciso outra operação, me informam de Cuba’.

Chávez foi operado na segunda-feira em Havana em uma cirurgia na qual foi extraída uma ‘lesão pélvica’ na mesma parte do corpo da qual teve um tumor retirado em junho do ano passado.

Na intervenção também foi extraído o ‘tecido circundante à lesão’, segundo explicou na terça-feira Jaua, que afirmou que ‘o pós-operatório imediato foi estável’ e Chávez, de 57 anos, se recupera ‘adequadamente’.

Ainda não foi informado por quanto tempo o governante permanecerá na ilha, nem foram dados mais detalhes sobre a natureza da lesão e o tipo de tratamento que deve receber. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade