Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo e policiais amotinados não alcançam acordo na Bolívia

O governo da Bolívia e policiais em conflito não conseguiram alcançar nenhum acordo após várias horas de negociações, razão pela qual prossegue um motim de agentes de baixa patente declarado na última quinta-feira, confirmaram à imprensa porta-vozes dos militares.

“O governo não quer ouvir sua polícia, não que nos dar um bom salário, uma vida melhor”, declarou Guadalupe Cárdenas, líder do sindicato de esposas de policiais à rede privada Erbol.

Informou que no decorrer da manhã os policiais em conflito e suas esposas se reunirão para acordar “novas estratégias de pressão para que o governo possa nos ouvir”.

As partes dialogaram durante quase sete horas sem encontrar pontos de acordo, embora tivessem como base a aceitação das autoridades à resposta de elevar o salário mínimo dos agentes a 2.000 bolivianos (cerca de 287 dólares), como exigem.

As demandas dos policiais também incluem a aposentadoria com 100% de seus salários e a anulação de uma lei que os proíbe de expressar opiniões públicas.

O governo convocou o diálogo depois de viver na sexta-feira um dia de violência, no qual os policiais amotinados atacaram e saquearam várias instalações policiais.