Governo do Iêmen impede 13 atentados planejados pela Al Qaeda

Por Da Redação - 1 jul 2012, 15h43

Sana, 1 jul (EFE).- As autoridades iemenitas anunciaram neste domingo que conseguiram impedir 13 atentados planejados pela rede terrorista Al Qaeda contra a capital Sana e as cidades de Áden e Al Makla, segundo informações a agência de notícias estatal ‘Saba’.

Os ataques foram descobertos depois da detenção, ocorrida há três dias, de um grupo que realizou um atentado durante um ensaio de um desfile militar em Sana, em 21 de maio, matando mais de 90 integrantes da Polícia e do Exército.

Os chefes da Segurança Nacional, Ali Mohammed al Unsi, e da Segurança Política, Galeb Mathar al Qumsh, entregaram um relatório detalhado sobre essas tentativas de atentados ao presidente do Iêmen, Abdo Rabbo Mansour Hadi.

O documento diz que a Al Qaeda tinha planejado dez atentados terroristas em Sana, dois na cidade litorânea de Áden e uma na de Al Makla, capital da província de Hadramut.

Publicidade

Segundo as declarações divulgadas pela ‘Saba’, Hadi pediu para que as autoridades de segurança ‘se mantenham em alerta e tenham cautela para enfrentar o terrorismo e os terroristas’.

No último ano, Al Qaeda aumentou sua atividade no Iêmen graças a situação de instabilidade vivida no país desde janeiro de 2011, quando explodiram revoltas populares contra o então presidente Ali Abdullah Saleh, que finalmente cedeu o poder a Hadi em fevereiro passado. EFE

Publicidade