Clique e assine com até 92% de desconto

Governo de Níger anuncia chegada de um dos filhos de Kadhafi

Por Fethi Belaid 11 set 2011, 17h36

Um dos filhos do ex-líder líbio Muamar Kadhafi, Saadi, chegou neste domingo a Níger, anunciou o ministro nigerino da Justiça e porta-voz do governo, Maru Amadu.

“Neste dia 11 de setembro, uma patrulha das Forças Armadas nigerinas interceptou um comboio no qual estava um dos filhos de Kadhafi”, afirmou Amadu. “No momento em que falo a vocês, o comboio vai em direção a Agadez (norte de Níger). Não descarto que o comboio chegue aqui amanhã (segunda-feira) a Niamey”, capital do país, acrescentou.

Trata-se de Saadi Kadhafi, “o jogador de futebol”, frisou o ministro.

Saadi, de 38 anos, é um atleta com ares de playboy que abandonou em 2004 a carreira de jogador pelo Exército, onde liderou uma unidade de elite.

Na sexta-feira, um comboio com “doze veículos” transportando pessoas ligadas a Kadhafi, chegou a Agadez, capital regional do norte de Níger, escoltado por militares nigerinos.

Continua após a publicidade

Na quinta-feira, três generais líbios fiéis a Kadhafi, entre eles um chefe da Aeronáutica, chegaram a Agadez e estão sob vigilância militar.

Segundo o governo de Níger, os militares em questão eram o general Al-Rifi Ali al-Sharif, chefe da Aeronátutica líbia antes da queda do regime, o general Ali Khana, chefe da guarda de Kadhafi e das forças líbias de Obari, sul da Líbia, 200 km ao norte de Níger, e o general Mahammed Abydalkarem, comandante da região militar de Murzuk, no extremo sul da Líbia.

O Níger assegurou que respeitaria seus compromissos com a justiça internacional relativos aos pró-Kadhafi que são procurados, presentes em seu território.

No dia 31 de agosto, Saadi se disse preparado para se render para “parar com o derramamento de sangue” na Líbia, e a rebelião, que tomou o poder depois, havia afirmado então que, nesse caso, sua segurança seria respeitada. “Se minha rendição parar com o derramamento de sangue, estou preparado para me render esta noite”, disse Saadi Kadhafi à rede Al-Arabiya.

Novas autoridades líbias ainda tentam em vão o ex-homem forte da Líbia e outros de seus filhos, como Seif al-Islam, que fugiu apresentado como o sucessor potencial do Guia líbia deposto.

Continua após a publicidade
Publicidade